Exposição Prolongada à Ficção Científica  

   um blog de Luís Filipe Silva


10 Março 2010

A Gentil Senhora que esta noite agraciou o palco do Coliseu revelou-se uma quase septuagenária ainda plena de verve e manha, dedilhando sem tremor uma série de guitarras e a seguir, destemidamente e apenas com a ajuda da voz ainda dominante, sozinha em palco, com pautas na mão, incitou o público português a cantar com ela «Grândola Vila Morena». Possivelmente dos momentos mais inesperados de qualquer concerto de uma celebridade estrangeira, e que conquistou de imediato a audiência. Ainda assim, quando se chegou ao verso «o povo é quem mais ordena», se antigamente era um troar de vontade, desta feita cantou-se com a timidez e nervosismo de quem não está convicto da letra, ante a incitação (e possivelmente espanto) da cantora, prova cabal de que, no nosso íntimo, quase quarenta anos após Abril, temos absoluta consciência da verdade.

[Link Permanente

06 Março 2010

Ficção Científica em formato áudio: a recuperação dos velhinhos pulp. A oportunidade de descobrir Andre Norton e H. Beam Piper.

[Link Permanente

27 Fevereiro 2010

Um Conjunto De Conselhos para escritores e aspirantes. Desde os macabros meandros de bastidores das cartas de rejeição (sim, todos temos consciência da cabala de editores que se reúne para espezinhar o coraçãozinho delicado dos novos autores)  às tentativas aleatórias dos esforços promocionais, passando por uma apreciação efectiva do papel do editor (quando bem conduzido).  Mas isto não passa de uma dança, e a dança é uma expressão do corpo, não a expressão da alma que toda a literatura – supostamente – deveria ser. Os conselhos para escritores e aspirantes não se resumem a dez, mas podem todos exprimir-se pela directriz mestra: escreve. Escreve e logo se vê; agradece a atenção dispensada. Também válido para escritantes e aspiradores.

[Link Permanente

21 Fevereiro 2010

Leitura Do Casal Swanwick do conto «Land of Our Fathers», integrado na série de vinhetas «Periodic Table of Science Fiction» - uma história para cada elemento da tabela periódica. De Michal Swanwick encontra-se publicado em português apenas o conto «Íntimo Pulsar do Mecanismo» na revista Paradoxo (finais dos anos 90) - que deveria existir online, pela impossibilidade de encontrar-se um exemplar - e aguarda publicação o romance Jack Faust. Ambos (pobre coitado do autor) traduzidos por mim.

[Link Permanente

20 Fevereiro 2010

Compêndio Das Irrealidades. A tecnologia digital trouxe à imagem a fluidez e liberdade antigamente só encontrada na escrita. Ainda precisaremos de saber ler daqui a cinquenta, cem anos?

[Link Permanente

13 Fevereiro 2010

Há Mais Neste Comentário breve de Bráulio Tavares sobre a natureza do vanguardismo que em muitos tomos de crítica literária. Os negritos são meus.

Para mim é um cara que nasceu desprovido do prazer de burilar frases e contar histórias (assim como há quem nasça desprovido de prazer sexual), mas que admira a literatura o suficiente para querer forçar seus limites e ver até onde ela agüenta. Seu amor pela literatura é intelectual, e se dá apenas na dimensão da escrita, não na dimensão da experiência humana ali contida.

Que nem todas as histórias são para todos os leitores, já tínhamos percebido. O que esta dedução infere, e tão bem, é que nem todas as histórias são para todos os autores. E não deixa de ser interessante ponderar se determinados autores tivessem tido outros contactos iniciais com a literatura e dessa forma enveredassem por opções narrativas diferentes, se não se teriam tornado nos grandes mestres que nunca chegaram a ser.

[Link Permanente

Site integrante do
Ficção Científica e Fantasia em Português
Texto
Diminuir Tamanho
Aumentar Tamanho

Folhear
Página Inicial

Arquivo

Subscrever
Leitor universal

Adicionar ao Google Reader ou Homepage
Subscrever na Bloglines

Contacto